Nos dias 09 e 10 de setembro mais de 500 ciclistas de todo Brasil participarão da 5ª edição do Desafio OGGI Alto do Paraguaçu de MTB que acontece na cidade de Mucugê-BA nas modalidades de XCO (Circuito Olímpico) e XCM (Maratona). Além de participarem de uma das provas mais charmosas e técnicas do Brasil, no cenário onde acontecia a maior ultramaratona de MTB das Américas, o Brasil Ride, cada atleta doará uma muda de árvore nativa que será usada no reflorestamento das margens do Rio Paraguaçu na comunidade de Caraíbas.

Além de promover a recuperação da mata ciliar do Rio Paraguaçu, a ação busca a integração da comunidade com o evento. As mudas das árvores serão vendidas aos atletas pela Associação Comunitária As Marias que desenvolve um importante trabalho no povoado das Caraíbas um dos locais por onde os atletas passarão na prova de XCM.

A Associação é formada por um grupo de mulheres que desenvolvem uma série de ações ambientais e sociais na Chapada Diamantina. Na associação são realizados vários trabalhos de educação e preservação ambiental, desde o cultivo de mudas para reflorestamento como a produção de artesanatos provenientes de materiais recicláveis.

Ao todo serão plantadas mais de 1.200 mudas de árvores. “Já temos 700 mudas das edições anteriores. Somando com as mudas desse ano iremos promover o reflorestamento de três hectares da mata ciliar do Rio Paraguaçu. Nosso esporte está diretamente ligado à natureza, por isso temos toda uma preocupação ambiental”, explica Juth Mattos, organizador do Desafio.

Além da ação ambiental através do reflorestamento, o Desafio OGGI Alto do Paraguaçu também fará a doação de todas as lonas de comunicação visual utilizadas na prova, assim como das garrafas PET para produção de bolsas e artesanatos pela Associação Comunitária As Marias. E todo o lixo orgânico será destinado para produção de composto orgânico que será utilizado no plantio das mudas.